Um museu a céu aberto

Por Marcos Barros | País:Brasil
Procurando hoteis em Ouro Preto? clique aqui

A cidade histórica, ou melhor, Patrimônio Histórico da Humanidade, é um deslumbre a cada esquina. Seja colocando seu vigor físico a prova em meio a tantas subidas e descidas de suas ladeiras sem fim ou mesmo colocando toda sua habilidade ao volante em eternos controles de embreagens, curvas fechadas e trânsito frenético, o museu a céu aberto chamado Ouro Preto surpreende a cada construção, a cada casarão, a cada história, enfim a cada minuto.


Descobrindo a cidade pelos detalhes

Durante o dia, a cidade oferece o maior conjunto arquitetônico do barroco brasileiro. Lá você encontra relíquias como as igrejas de São Francisco de Assis, considerada o ícone do estilo no país e obra-prima de Aleijadinho; e de Nossa Senhora do Pilar, ornamentada com mais de 400 quilos de ouro. E são diversas opções de igreja para visitação em Ouro Preto, cada uma com um atrativo diferente. Mas a aula de história a céu aberto não para por aí. Não faltam chafarizes, capelas, minas e museus para explorar. Com destaque para o museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas. Só para esse museu recomenda-se reservar umas três horas para se deslumbrar com as mais de 20 mil amostras de minerais das mais diversas naturezas e procedências que ele abriga em duas diversas galerias. Possui algumas raridades, como amostras de topázio imperial, gemas de alto valor somente encontradas em três jazidas no mundo a única em exploração é a de Ouro Preto. Sua arquitetura com marcas da inauguração que se deu em 1876 é um espetáculo a parte.  Vale visitar também museus como o do Aleijadinho e da Inconfidência.


Vista panorâmica do centro histórico


A mina da Passagem é outro programa imperdível de Ouro Preto. A maior mina de ouro aberta a visitação pública do mundo expõe a história da exploração do ouro na forma mais realista possível. A descida para as galerias subterrâneas se faz de modo incomum, através de um carrinho que chega a 315m de extensão e 120m de profundidade, onde se vê um maravilhoso lago natural. O cenário do interior da mina impressiona a todos. A temperatura é estável o ano todo, entre 17 a 20 graus Celsius. Desde a sua fundação no início do século XVIII, foram retiradas aproximadamente 35 toneladas de ouro em meio a histórias de sofrimentos, riquezas e lendas sem fim.

 


Confira, na íntegra, como é a volta a "realidade" dentro de um carrinho, meio trem fantasma, da Mina


Ainda tem o trem a vapor que liga Ouro Preto a Mariana. São 18km feitos lentamente para que você possa aproveitar as diversas belas paisagens que vão se descortinando pela janela. A viagem é deliciosa e te traz a oportunidade de conhecer um pouco da charmosa Mariana. Você pode ir pela manhã, curtir Mariana no decorrer do dia e voltar no meio da tarde para Ouro Preto.

A cidade reserva também excelentes opções gastronômicas em grande parte com preços bem justos. Destaco restaurantes como Bené da Flauta e a pizzaria acolhedora e charmosa chamada O Passo. Mas não deixe de explorar outros restaurantes da cidade.  Existem muitas opções com ambientações sensacionais que exploram toda a riqueza da construção típica da cidade.

Para a galera que curte uma boa balada, Ouro Preto é uma excelente pedida. A cidade que é repleta de repúblicas ganha grandes e democráticas festas. São os estudantes que dão o tom animado das baladas semanais e do carnaval rendendo farras sensacionais em diversos pontos da cidade.

E as compras? Artesanato em pedra sabão rende peças belíssimas e é característico da cidade e as feirinhas são programas para perder algumas boas horas e reais. A diversidade de obras é impressionante. No final das contas, pode ter certeza, faltarão horas e dias para você curtir todo o banho cultural e social que a cidade tem a oferecer.


Dicas
- Pesquise bem hotéis e pousadas, se possível antes de chegar a Ouro Preto. No geral hospedagem na cidade tem preços bem salgados e a pesquisa por locais na hora é desgastante demais. Então pesquise ao máximo pela internet.

- Para caminhar pela cidade das ladeiras sem fim não se esqueça de levar tênis bem confortáveis.

- O Teatro de Ouro Preto construído em 1770 é outro programa imperdível para se conhecer.

- A melhor fase para se explorar Ouro Preto é fora de feriados obviamente, a não ser que seu objetivo seja, por exemplo, curtir um dos carnavais mais democráticos do país. A Semana Santa também leva muito movimento a cidade com as procissões e a decoração que leva tapetes de flores e serragens para as ruas da cidade.

- A Mina da Passagem é apenas uma das diversas minas que a cidade tem a oferecer ao aventureiro.

Pág 1 de 1 1 2 »

Analisador de destinos?

Como é bom a "pré-viagem", não? Aquela preparação, a expectativa, os detalhes. Vivendo a viagem, a partir de agora, será seu companheiro do início até o fim de sua viagem. Quer saber como tira visto para a Turquia? Aqui você descobre como. O que fazer para minimizar o risco de extraviar suas malas? Aqui tem. . E muitas outras coisas bacanas. Agora em um só lugar.

Um guia de viagens?

Está próximo da sua viagem. Você já fez aquela pesquisa na internet sobre o local que você vai visitar e pegou uma infinidade de informações e dicas? Aqui será o local daquela dica diferenciada, do detalhe que faz a diferença, das curiosidades culturais interessantes que para muitos passam desapercebidas e, porque não, das tradicionais roubadas que sempre entramos em viagem.

Seu companheiro

Vivendo a viagem é sobre turismo, hotéis, resorts, pousadas, pacotes turísticos, destinos, passagens, câmbio, restaurantes, passeios e tudo mais que envolve uma viagem seja nacional ou internacional. É sobre as roubadas que sempre existem, sobre aquela vontade deliciosa de explorar o desconhecido. É sobre viajar mas, acima de tudo, é sobre viver ou sobreviver em outras cidades.